domingo, 25 de setembro de 2011

Pintura e poesia de Alfredo Gabriel


Moça e gato - Técnica mista - ano de 2011

Quero-te é certo, para viver tudo!
Teu longe sufoca-me qualquer proposta,
Pois quem gosta aposta – sem nunca dividir.

Se partes... faço-me em ruínas por
Roer-me o ego.
Carrego-me apenas, sem ter esperança...
Em confusa dança pulsa o coração.

A razão sufoca, pois tudo é deserto.
Daí... esse apelo doído.
Para viver tudo preciso-te perto.